Wi-Fi público: conheça os perigos de usar uma conexão compartilhada

Fazer o uso de redes públicas é um habito corriqueiro em nosso dia a dia, e o motivo é simples, pois ainda que as operadoras tenham feito grandes investimentos em suas infraestruturas, as redes de 3G e 4G, várias vezes, falham em entregar um bom sinal em muitos locais. Portanto, quando frequentamos tais ambientes, a alternativa é ficar sem o acesso à web ou utilizar o Wi-Fi público. Porém os riscos de uma conexão compartilhada na maioria das vezes não valem a pena, pois podem comprometer a segurança dos seus dados mais importantes.

Pois os mesmos recursos que tornam as redes de wifi gratuitas ótimas para nós, também se tornam muito atraentes aos hackers. Isso porque não há necessidade de autenticação para estabelecer uma conexão de rede, possibilitando que seus dados e informações mais valiosos sejam roubados por golpistas cibernéticos.

Isso acontece, pois a rede pública da capacidade a um golpista se posicionar entre você e o ponto de conexão, então, em vez de transmitir informações diretamente ao ponto de acesso, você estará enviando suas informações para o hacker, que pode retransmiti-las. Enquanto isso acontece o hacker tem acesso a todas as informações que você está enviando pela Internet: e-mails importantes, informações de cartões de crédito e até credenciais de segurança de sua rede empresarial. Assim que obtém essas informações, ele pode acessar seus sistemas como se fosse você.

A conexão publica de internet dá ao golpistas cibernéticos inúmeras possibilidades, uma delas é distribuir malware através dessa rede. Malware é qualquer software intencionalmente feito para causar danos a um computador, servidor, cliente, ou rede de computadores. Então ao permitir o compartilhamento de arquivos pela rede, será fácil para o hacker plantar um software infectado em seu computador. Alguns hackers inteligentes têm até a capacidade de invadir o ponto de conexão, fazendo com que uma janela pop-up seja exibida durante seu processo de conexão e ofereça um upgrade de um software popular. Ao clicar na janela, o Malware será instalado.

Mas como podemos nos proteger?

 

como nos proteger do wifi

A proteção do acesso à web em uma rede pública é essencial e não precisa ser um trabalho muito complicado. Com algumas medidas simples, já é possível proteger os seus aparelhos e garantir que você ficará pouco exposto. A primeira dica e a mais simples delas é evitar ao máximo acessar páginas que tenham dados sensíveis, aplicativos bancários ou realizar compras pela internet. Esses são os dados mais valiosos para os hackers mal-intencionados que querem tirar proveito de pequenos descuidos.

Quem conhece um pouco sobre redes sem fio sabe que existem alguns tipos de segurança que impedem a conexão de intrusos à rede. Usando protocolos de segurança (WEP, WPA e WPA2), os roteadores e pontos de acesso garantem que apenas máquinas autenticadas façam parte da rede.

Fazer o uso de uma conexão de rede virtual privada (VPN, virtual private network) é essencial para se manter seguro. Uma VPN ou Rede Privada Virtual é um túnel seguro entre dois ou mais dispositivos, elas são usadas para proteger o tráfego privado na web contra a espionagem, a interferência e a censura. Pois mesmo que um hacker consiga se posicionar no meio de sua conexão, os dados estarão criptografados com toda segurança. Já que a maioria dos hackers procura alvos fáceis, provavelmente eles não perderão tempo tentando descriptografar suas informações.

Como usar uma VPN em três etapas simples

 

como usar vpn

1- Faça o download de seu aplicativo VPN e baixe o aplicativo de sua preferência em seu computador ou dispositivo móvel.

2- Configure seu serviço VPN por meio de aplicativo

3- Conecte-se a um servidor VPN em uma das 160 localizações e aproveite a Internet com privacidade e segurança!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *